Buscar
  • ccpartsul

Artsul FC comemora 20 anos com sonho de subir à elite do futebol carioca

Atualizado: Jun 19

Nivaldo Pereira: “Todo mundo tem que sonhar e eu sonho em ver o Artsul na 1ª divisão”


Sr. Nivaldo Pereira (centro) com o filho, o presidente Cristiano Pereira (de azul) e o sobrinho e Gestor de Futebol, Rafael Pereira (de branco). Foto: Caio Almeida / La Marca Comunicação


Walt Disney sempre foi um sonhador que transformou os sonhos em magia. Nivaldo Pereira também é um desses. Sonhador. Você certamente já ouviu falar nesse nome. Sim, isso mesmo. É o nome do estádio do Artsul Futebol Clube, clube da segunda divisão do Rio de Janeiro, localizado na Rodovia Presidente Dutra, na altura de Austin, Nova Iguaçu, Baixada Fluminense. Um clube idealizado através do sonho de ajudar o seu time do coração, o Fluminense, na década de 90, Nivaldo Pereira, hoje com 81 anos, sempre realizou tudo que sonhou. Como ele mesmo explica:


- Sempre sonhei e busquei meus sonhos. Queria comprar uma bicicleta quando era novo, fui lá e comprei. Queria um fusquinha, fui lá e comprei. Queria ajudar o meu clube de coração, o Fluminense, na década de 90, quando ele se encontrava em uma situação difícil, comprei o terreno de 140 mil metros quadrados com o sonho de que eles treinassem aqui. Mas não foi preciso, então o ArtFlu se transformou em Artsul e hoje completa 20 anos. E eu tenho um sonho: Ver o Artsul disputar a primeira divisão de Futebol profissional do Estado do Rio de Janeiro – resumiu.


Sr. Nivaldo, hoje presidente de honra do Tricolor da Dutra, afirmou quando teve a chance de palestrar aos atletas do clube:


- Todo mundo tem que sonhar na vida e eu ainda tenho esse sonho, de ver meu Tricolor da Dutra na primeira divisão do Rio de Janeiro. – afirmou.


Hoje, 19 de junho de 2021, o Artsul completa 20 anos de vida. Entre risos e choros, tem a história. Um clube que se alimenta de trabalho e amor ao futebol. Vestido no azul da vitória, no verde da esperança e no branco da positividade. Com roupa de gala, tenta mostrar ao futebol carioca que está bem grandinho e que é hora de se tornar adulto.


- O Artsul é a minha vida. Respiro 24 horas esse clube. Sonho – e vou cumprir, se Deus permitir – em vê-lo na primeira divisão do Carioca. – falou, com os olhos marejados, emocionado.


A tarefa é difícil. Mas não impossível. Neste ano, somente o campeão da série A2 entre 12 participantes, subirá à primeira divisão do Rio de Janeiro em 2022. Mas Nivaldo Pereira não perde as esperanças e, para isso, ele conta com os comandados do técnico Rogério Pina, um “filho” do clube, que retornou depois de anos, liderando o grupo A e podendo se classificar, com antecedência, para às semifinais da Taça Santos Dumont, em caso de vitória sobre o Americano, em casa, logo mais às 15h.


Tal qual Walt Disney, Nivaldo quer sonhar e concretizar seus objetivos, ao lado de Cristiano Pereira, seu filho e presidente do clube e de seu sobrinho e Diretor de Futebol, Rafael Pereira, levar o clube que nasceu do sonho de ajudar seu time do coração, a enfrentá-lo na primeira divisão do ano que vem. Quer transformar o sonho em magia e quem sabe assim levar um "Oscar” de melhor longa-metragem de vida e eternizar um legado de família, como o cineasta norte-americano, para fazer de sua existência um grande conto com o título de “O homem que construiu tudo que sonhou”. É possível. E sonhar não custa nada.



Fotos: Caio Almeida / La Marca Comunicação - Clique na direita das fotos para ver o álbum





72 visualizações1 comentário